Alimentação balanceada é chave para fortalecer sistema imunológico

Alimentação balanceada é chave para fortalecer sistema imunológico

Duas nutricionistas dão dicas importantes para nos mantermos fortalecidos e saudáveis durante o isolamento social
Matéria publicada em 13.04.2020


Bia Rodrigues, Redação LAL - Com o aumento no número de casos do novo coronavírus (Sars-Cov-2), passou a circular pelas redes sociais mensagens afirmando que o consumo de alguns alimentos seria capaz de barrar a pessoa de ser infectada ou de curar a doença. Mas essas mensagens não passam de fake news. Na verdade, uma dieta balanceada é fundamental e importante para fortalecer o sistema imunológico, mas não há alimento milagroso que previna a contaminação, é o que afirmam os especialistas.

Leia também:
Coronavírus: como manter a saúde emocional durante o isolamento?

Coronavírus: Como fica a vida sexual durante a pandemia?           
Em meio à pandemia, boas ações se multiplicam pelo Brasil
Covid-19: OMS divulga guia com cuidados para saúde mental durante pandemia
Coronavírus: orientações para pacientes oncológicos e de doenças crônicas?

A pirâmide alimentar é composta por 8 grupos alimentares. Alguns deles devem ser consumidos com moderação, como no caso dos óleos e gorduras por poderem aumentar o colesterol ruim e serem muito calóricos, ou devem ser evitados, como os açúcares e os doces, por terem poucos nutrientes. "A regra para ser saudável é ter uma alimentação balanceada. Não pular refeições, especialmente as principais: café da manhã, almoço e jantar", explica a nutricionista e presidente da Comissão de Humanização do Hospital Ipiranga, Eliane dos Santos Nascimento.

Uma dieta balanceada é capaz de manter o organismo preparado para reagir a um invasor, como por exemplo, um vírus. Por isso, em um período de isolamento, como o que estamos enfrentando no momento, é importante consumir alimentos saudáveis. "Para ajudar a manter seu sistema imunológico saudável durante esse período, além de se concentrar em um plano alimentar equilibrado, é importante tratar de ter um sono adequado e controlar o estresse. Recomendamos comer de cinco a sete porções de vegetais e frutas diariamente para obter vitaminas, minerais e antioxidantes, que podem apoiar a saúde imunológica", explica a nutricionista e educadora certificada em diabetes, Sonia B. Neale.

O consumo dos alimentos ultraprocessados, aqueles produzidos com adição de sal, açúcar, óleos, etc, além de substâncias sintetizadas em laboratório, como corantes e aromatizantes, devem ser evitados porque aumentam o risco para várias doenças e engordam. "Eles devem ser evitados não apenas nesse momento de isolamento, mas sempre. Em casa, a atividade física diminui, então, para não engordar e manter o nosso corpo saudável precisamos adotar uma alimentação mais variada, colorida e natural. Precisamos diminuir os ultraprocessados, as frituras e os alimentos muito gordurosos", aponta a nutricionista do Hospital Ipiranga, Eliane dos Santos.

Segundo as duas especialistas ouvidas pela Redação LAL, manter o corpo hidratado também é essencial para mantê-lo funcionando bem. "A hidratação tem um papel fundamental em nosso organismo. Pois é por meio da água que eliminamos as "sujeiras" que o nosso corpo produz. Um organismo desidratado não consegue fazer o metabolismo adequado dos nutrientes e muito menos distribui-los de forma correta", afirma Eliane dos Santos Nascimento. "No caso dos diabéticos, é importante tomar bastante água durante o dia, principalmente se o açúcar no sangue estiver acima da recomendação, e evitar tomar sucos ou outras bebidas com açúcar", acrescenta Sonia B. Neale.

Se você é o tipo de pessoa que não consome muita água ou cuida de alguém que diz não sentir sede, a dica é saborizar a água. "Vivemos em um país tropical onde as perdas de água para o meio são muito constantes, então, ela precisa ser reposta. Mas sabemos que a maioria dos idosos não a consomem na quantidade adequada, por exemplo. Saborizar a água com ervas frescas (hortelã, manjericão) ou frutas e cascas (maçã, abacaxi) ou ainda outros tipos de alimentos como gengibre, cravo ou canela ajudará a pessoa a consumi-la", sugere a presidente da Comissão de Humanização do Hospital Ipiranga. 

Muitas pessoas tomam Vitamina C, todos os dias, para se protegerem de gripes e resfriados. Segundo as nutricionistas, isso não é necessário se a dieta consumida for balanceada. "Não é preciso consumir mais que o necessário de Vitamina C, se a pessoa tem uma dieta balanceada. Melhor mesmo é consumir a vitamina C vinda de fontes de alimentos frescos de origem vegetal, tipo frutas cítricas e verduras. Algumas fontes ricas dessa vitamina são laranja, limão, kiwi, morango, goiaba, brócolis, pimentão. Os diabéticos devem ter cuidado com a quantidade de frutas e sucos de frutas ingeridos, porque eles podem aumentar o açúcar no sangue se consumidos em grandes quantidades", coloca a educadora certificada em diabetes. "A indicação de suplementação se faz necessária quando a dieta não é balanceada e mesmos as vitaminas devem seguir a recomendação de um profissional habilitado", acrescenta Eliane, nutricionista do sistema público de saúde.

O momento exige mais do que nunca que o consumo de alimentos seja feito de maneira saudável e inteligente. "Procure ver o que você já tem na sua geladeira e despensa antes de sair para os supermercados. Faça uma lista de compras com base no que você tem em sua casa e de acordo com a sua saúde.  Compre ingredientes saudáveis com base nos alimentos dos 5 grupos alimentares: frutas, legumes, grãos integrais, proteínas magras e lacticínios", conclui Sonia B. Neale, nutricionista e educadora certificada em diabetes.

 

O que comprar nos supermercados?

Frutas e Vegetais: escolha várias cores de produtos para obter uma variedade de nutrientes

Alimentos à base de grãos: versões integrais de alimentos como pão, cereais, arroz, quinoa, amaranto.

Proteínas de fonte vegetal: como nozes, sementes, feijão, grão de bico, ervilhas, lentilhas.

Produtos lácteos: selecione versões com baixo teor de gordura, iogurte e queijo

 

Além disso, invista em alimentos com esses nutrientes para dar uma força para o seu sistema imunológico:

Vitamina A: Beta-caroteno é encontrado em alimentos vegetais, como batata doce, espinafre, cenoura, manga, brócolis e tomate.

Vitamina C:  alimentos ricos em vitamina C incluem frutas cítricas, melões, tomates, pimentões e brócolis.

Vitamina D é encontrada em peixes e ovos gordurosos. Leite e sucos 100% enriquecidos com vitamina D também são fontes desse importante nutriente.

Zinco: tende a ser melhor absorvido de fontes animais, como carne e frutos do mar, mas também em fontes vegetarianas, como gérmen de trigo, feijão, nozes e tofu.

Probióticos: são bactérias "boas" que promovem a saúde. Eles podem ser encontrados em produtos lácteos cultivados, como iogurte, e em alimentos fermentados.

Proteína: vem de fontes animais e vegetais, como leite, iogurte, ovos, carne, frango, frutos do mar, nozes, sementes, feijões e lentilhas.