CONHEÇA OS INFLUENCIADORES QUE ESTÃO MOVIMENTANDO O NOVEMBRO AZUL NA WEB

CONHEÇA OS INFLUENCIADORES QUE ESTÃO MOVIMENTANDO O NOVEMBRO AZUL NA WEB

O bigode impecável não é a única coisa que eles têm em comum. Blogueiros e influenciadores que fazem sucesso entre o público jovem abraçaram a campanha do Novembro Azul e estão ajudando a engajar cada vez mais pessoas na causa.

Com uma linguagem jovem, estes porta-vozes na web têm falado sobre esse importante assunto de uma forma leve, abrindo espaço em seus blogs, portais e perfis pessoais para um 'papo reto' que tem como objetivo alertar, tirar dúvidas e o mais importante: quebrar preconceitos.

Entre temas como moda, gastronomia, música e esporte, os cuidados com a saúde vêm, aos poucos, ganhando popularidade. "É de extrema importância falar e conscientizar nossos seguidores sobre a saúde. Queremos que o homem cuide da sua pele, cabelo, barba e estilo, mas que aprenda a cuidar primeiramente de sua saúde", explica Eduardo Furtado do  Blog dos Barbudos .

Além dele, outros influenciadores engajados no Novembro Azul estão levando a mensagem ao público mais interessado no assunto. Entre eles o Daniel Barra do  Blog da Barba , o  Barba Brava , o  El Hombre , o Guilherme Cury do  Moda para Homens , o Leonardo Leal do  @coloraldecember  e os influenciadores fitness  Rhelden Spirandelli Pedro Henrique Luchetti Sergio Leal  e  Ana Sachs .

Este pessoal sabe bem da responsabilidade que tem como modelo para a nova geração e usa essa popularidade para promover imagens positivas de estilo e hábitos de vida. Aos poucos, eles vêm quebrando alguns preconceitos. Assim como houve uma mudança em relação aos cuidados com a aparência, os tabus acerca dos cuidados com a saúde também podem ser vencidos.

Eduardo reconhece que o preconceito em relação aos cuidados com a beleza tem diminuído, mas que ainda há um longo caminho a ser percorrido quando o assunto é cuidado com a saúde. "Os homens de uma forma geral não tem o hábito de procurar um médico, apenas em casos de emergência. Muitos alegam não ter tempo, mas acredito que isso é cultural. E isso deve ser mudado. Nós influenciadores temos essa função social também".